noticias cor barra x

Notícias

O que virá a seguir? Sustentabilidade ou status quo?

28 JUNHO | 18,00 H.

Debate virtual com Teresa Goulão, especialista em ambiente e sustentabilidade e Prémio Nacional de Ambiente.

 

O QUÊ
O mundo vive dias confusos. A COVID-19 provocou um decréscimo de 7% nas emissões carbónicas e uma crise económica profunda e extremamente rápida. 

Governos de todo o mundo tentam agora apoiar e reconstruir a economia com celeridade, mas será possível fazê-lo depressa e bem? O momento em que vivemos pode ser uma oportunidade para enveredarmos por um caminho de sustentabilidade ou representar apenas um hiato no status quo colocando definitivamente em causa os objetivos climáticos. 

Que trajetória advirá dos pacotes de apoio dos Governos e União Europeia? Que visão para Portugal na área da sustentabilidade ambiental e nos novos desafios da digitalização ecológica e dos investimentos sustentáveis? E como conciliar sustentabilidade e re-industrialização, a qual parece cada vez mais necessária num planeta que se vem fragmentando e dividindo? São estes e outros temas cruciais que vamos debater com Maria  Teresa Goulão.

COMO
Basta clicar em https://us02web.zoom.us/j/89627668210 e seguir as instruções (poderá ser preciso instalar uma pequena aplicação no computador/telemóvel).

QUEM PODE PARTICIPAR
Aberto a todos os que queiram participar, gratuito, de entrada livre, sem necessidade de inscrição.

COM QUEM
Maria Teresa Goulão
é especialista em ambiente e sustentabilidade, e Prémio Nacional de Ambiente. Entre a sua extensa carreira profissional contam-se cargos como Assessora Sénior do Primeiro Ministro para questões ambientais, clima e energia, e Conselheira junto da Representação Permanente de Portugal na União Europeia em Bruxelas. Fundou a Associação da Bandeira Azul da Europa onde foi Vice-Presidente e é atualmente Presidente da Assembleia Geral; a Associação de Transparência e Integridade que é o ponto focal da ONG Transparência Internacional (onde foi membro da Direção e é atualmente do Conselho de Jurisdição); e a Business as Nature - Associação para a Produção e Consumo Sustentável e a Economia Circular (pertencendo aos seus órgãos sociais). Lecionou ainda no Mestrado em Cidades Sustentáveis na FCT-UNL. Escreve em jornais e revistas sobre temas de ambiente. É atualmente Diretora-Geral de uma associação  empresarial na área do ambiente.

QUEM ORGANIZA
A organização é uma iniciativa pessoal de Nuno Quental, que a Campo Aberto apoia.  

Nuno Quental, um dos fundadores da Campo Aberto em 2000, um dos animadores em 2001 do Movimento pelo Parque da Cidade, vice-presidente da associação em 2006 quando lançou e coordenou a campanha «50 espaços verdes em perigo e a preservar» (origem do livro Espaços Verdes e Vivos - um futuro para a Área Metropolitana do Porto publicado em 2017). 

Foi  presidente da Campo Aberto em 2009-2010. 

Profissionalmente, é engenheiro do ambiente doutorado em planeamento territorial. Trabalha na Comissão Europeia, em Bruxelas. 

Redes e Parcerias

Parceiro1 Cases   Parceiro2 Ripess   Parceiro3 CNES   Parceiro4 Comuna Carta Portuguesa para a Diversidade

Financiado Por

 financiadores02 financiadores03 financiadores04