inovacao cor barra 2d4f04

Práticas de Inovação Social

ICCER – Indústrias Culturais e Criativas em Espaços Rurais

1. Identificação da Entidade – Prática

Qual a designação da prática: Oficinas de Desvinculação de Género
Prática em: Referenciação
Entidade Responsável pela Prática: ADM Estrela –Associação Social e Desenvolvimento
Pessoa de Contato na Entidade: José Carlos Birra Correia
E-mail: jose.carlos@admestrela.pt
Página Web e/ou Redes Sociais: http://www.admestrela.pt
Telefone: 271221579

2. Identificação da Prática de Qualificação / Capacitação /Inovação Social

Identificação das áreas temáticas (Escolher a(s) opção/opções que melhor enquadre a prática): Cidadania e Igualdade, Inovação Social
Objetivos e finalidade da Prática: Esta prática pretende quebrar estereótipos de funções associados ao género possibilitando experimentar tarefas tradicionalmente associadas ao género oposto. A prática consiste na realização de oficinas, normalmente com a duração de um dia onde os “papéis são invertidos” no que respeita a tarefas/ funções culturalmente associadas um género oposto.
Beneficiários e destinatários - público-alvo: Colaboradores/as
Familiares de Utentes
Formadores/as
Parceiros comprometidos com a prática [Indique as organizações comprometidas, formal e informalmente, com a prática]: Dependendo da temática escolhida para a oficina, a organização, convida parceiros.
Identificação do Princípio(s) em que a prática se inscreve. Selecione uma ou mais das seguintes opções: Igualdade de Género

3. Fundamente a(s) escolha(s) acima referida(s): apenas o princípio que quer ver referenciado ou reconhecido

4. Caracterização e Construção da Prática

A que problema pretende responder? Que solução foi implementada?: As oficinas de desvinculação ao género pretendem responder a uma necessidade identificada por alguns/mas colaboradores/as em áreas/tarefas/funções, que culturalmente estão associadas ao género oposto.
Como solução as oficinas possibilitaram uma interessante troca de experiências e de conhecimentos como os de mecânica, tratamento de roupas, enologia, defesa pessoal ou cozinha.
Que competências foram necessárias para a construção da prática?: Antes de se proceder à organização da prática é necessário efetuar um levantamento das necessidade e motivações do grupo de modo a aferir qual a recetividade em participar.
Como foram envolvidos os beneficiários e destinatários da prática?: Na participação
Que metodologias e instrumentos foram utilizados?: Normalmente as metodologias utilizadas são: expositiva, demonstrativa e uma fase prática.
Que dificuldades e obstáculos foram encontrados? Quais as formas encontradas para os superar?: Tratando-se de atividades pontuais e de curta duração (normalmente 1 dia), por si só despertam a curiosidade dos/as participantes. Não houve, por sim, dificuldades ou obstáculos de maior a apontar.
A prática contribuiu para o reforço das competências dos atores, agentes e organizações envolvidos na sua construção? Quais e em que medida?: Esta prática veio reforçar positivamente as competências dos/as participantes. Internamente pode verificar-se uma maior abertura no que respeita às temáticas trabalhadas, notando-se uma maior abertura de cada género para funções associadas ao outro género.
A prática demonstra valor e mais-valias que garantem a sua autossustentação e viabilidade?: No que respeita às mais-valia, elas são óbvias, o facto de promover a igualdade de género através de atividades dinâmicas e atrativas. A sustentabilidade e viabilidade da prática depende exclusivamente de uma dinâmica institucional para a organização e dinamização da mesma. Esta prática normalmente não apresenta custos para os/as participantes ou organização.
Liste e anexe evidências relevantes para aprofundamento da prática (links sites, fotografias, documentos resumo, documentos síntese de avaliação, testemunhos, notícias, etc.: Plano de sessão
Registo fotográfico

5. Transferência, Incorporação e Disseminação da Prática

Em que medida pensa que a prática pode ser útil a outras organizações?: Esta prática além de responder ao principal objetivo que é a quebra de estereótipos associados ao género, possibilita internamente reforçar os laços de pertença ao grupo/ instituição uma vez que promove o diálogo alargado, a partilha de opiniões e discussões pós realização.
Em que medida estaria disponível para apoiar uma adaptação da prática a outros contextos ou trabalhá-la em parceria com a Rede ANIMAR?: A ADM Estrela estará sempre disponível em apoiar as instituições, empresas, organismos públicos ou grupos informais na dinamização de iniciativas de promoção da igualdade de género.

Redes e Parcerias

Parceiro1 Cases   Parceiro2 Ripess   Parceiro3 CNES   Parceiro4 Comuna Carta Portuguesa para a Diversidade

Financiado Por

 financiadores02 financiadores03 financiadores04